Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cozinha de solteira

Cozinha de solteira

Se não estou em erro, esta receita já terá mais de uma década de utilização, em minha casa. Precisou de ser aperfeiçoada (eu diria mais, corrigida). Julgo que seria da Nestle, mas não posso precisar. É um êxito...SEMPRE!


 


Tarte de queijo fresco


Base:


1 pacote de bolacha tipo "maria"


100 gr de manteiga (à temperatura ambiente)


 


Recheio:


1 lata de leite condensado


250 gr de queijo fresco


1 dl de natas


1/2 pacote (45 gr.) de gelatina de ananás


7 folhas de gelatina


 


Decoração - opção 1: rodelas de ananás e cerejas


Decoração - opção 2: 1/2 taça de morangos e 4 folhas de gelatina


 


Triture as bolachas e misture-as com a manteiga, até formar uma massa homogénea. Com essa massa, forre o fundo de uma forma desmontável. Utilize uma colher (ou as mãos) para pressionar bem a massa.


Numa taça com água fria, coloque as folhas de gelatina a amolecer.


Num copo misturador (ou sucedâneo), liquidifique o queijo fresco com as natas e o leite condensado. Reserve.


Leve 5 c. (sopa) de água a ferver, retire e misture a gelatina em pó até este desaparecer. Adicione as folhas de gelatina (amolecidas) e mexa até obter uma mistura homogénea.


Passe a gelatina para uma taça grande e adicione a mistura de queijo fresco, aos poucos mexendo bem (NUNCA AO CONTRÁRIO). Verta a mistura na forma e leve ao frigorífico, de preferência de um dia para o outro.


 


Decoração - opção 2:


Deixe a tarte solidificar um pouco. Só quando a parte superior estiver capaz de aguentar uma nova camada de líquido, é que pode começar a preparação.


Numa taça com água fria, coloque as folhas de gelatina a amolecer.


Liquidifique os frutos vermelhos (com a varinha mágica).


Leve 4 c. (sopa) de água a ferver, retire, adicione as folhas de gelatina até que estas derretam completamente. Verta a gelatina para uma taça e adicione-lhe os frutos vermelhos liquidificados (NUNCA AO CONTRÁRIO), mexendo bem.


Verta a mistura na forma da tarte e leve ao frigorífico até solidificar.


 


Dicas:


A base pode ser de outra bolacha ou biscoitos, desde que fique com uma consistência homgénea, quando "ligada" com a manteiga.


A bolacha pode ser triturada num robot de cozinha ou defeita "à paulada", dentro de 2 sacos de plástico. Quando digo à paulada, refiro-me ao balcão da cozinha, ou à utilização de um martelo de cozinha. Nada de ideias malucas.


Os frutos vermelhos podem ser congelados e em diferentes quantidades, desde que respeitada a proporção de gelatina.